Cabeças de Pastel


Kid Lat
8 de março de 2010, 00:46
Filed under: doces, Isa resenha

Bolo com recheio sabor chocolate branco e cobertura sabor chocolate. É, ta escrito na embalagem. E não passa muito disso. É um pequeninho rocambole, no pacote vem quatro, recheados e cobertos.

Comprei isso no mercado meio por impulso. Quando eu era criança minha mãe era meio natureba: lanchinhos da escola, só feitos em casa! Jamais de la vie que Dona Vera deixava que eu e meu irmão comêssemos essas porcarias no dia a dia, então agora que estou cresc… erm… mais velha, não perco nenhuma oportunidade!

Pacote

Pacote

Eu tenho medo de coberturas “sabor algumacoisa”, porque do que será que ela é feita?! Um dos grandes mistérios da humanidade…

E esses bolinhos de mercado, tem um gostinho todo especial de conservante… Aquela coisa “comprei isso tem duas semanas mas ainda tem gosto de novo”!

Mini-rocambole

Mini rocambole

Falando sério agora: o bolinho é bom. Trash, mas bom. Não vai matar a tua fome, e se você comer um desses por dia talvez você não tenha uma vida longa e próspera, mas de vez enquanto é sempre bem vindo!

Anúncios


Forno de bolinhos
24 de fevereiro de 2010, 22:22
Filed under: cronicozinha, sobremesas

Na casa do Vini tem um forno de bolinhos. Sim, daqueles com as mini forminhas e uma lâmpada que assa os bolos. Daquelas que eu sempre quis, mas nunca tive… *suspira*

Enfim… Ao tomar conhecimento disso, na hora quis brincar! E fomos para a casa dele assar bolinhos… Como o brinquedo já não tinha nenhum tipo de receita ou instrução, fizemos uma receitinha básica de bolo que funcionou muito bem!

Então veio o exercício de paciência. Quinze minutos por cada bolinho do tamanho de um biscoito. Ah, a espera. Planejávamos fazer muitos mais do que conseguimos agüentar, e o resto da massa virou um bolo de tamanho comum.

Fizemos três e confeitamos dois juntos. Foi mágico, feliz e saltitante! A espera, o cheiro de bolo assando, o medo de o calor derreter o plástico do forninho…

Memórias que serão guardadas pra sempre em nossos corações!

O forno

O forno

Os bolinhos sendo confeitados

Os bolinhos sendo confeitados

Confeitos!

Confeitos!



Isa resenha: Gelatina Ice
18 de novembro de 2009, 19:31
Filed under: Isa resenha, sobremesas

Sim, elas existem. E vem nas versões cereja e menta.

Outra onda que invadiu o mundo das guloseimas é esse lance de “Ice”: já vimos biscoitos, refrigerantes e até leite achocolatado. Passeando com minha mãe no mercado vi de canto de olho essa gelatina, o preço era o mesmo das outras.

Imagem aleatória do Google

Eu odeio coisas que “gelam a goela”, mas o meu espírito aventureiro falou mais alto e levei a bendita pra casa. Coloquei no armário há uns dias, e hoje lembrei da bentida. Assim que abri o pacotinho a cozinha se encheu de um aroma mentolado digno de consultórios de dentistas.
Gelatina pronta, fui para o test-drive. E nada de surpresas, tem gosto de pasta de dente. O efeito gelado é bem leve, a consistência é normal, o cheiro é bacana e a cor é linda.

Comi por que já tinha começado e é pecado jogar comida fora. Tinha esperanças de que fosse ser algo mais parecido com aquelas balinhas vagabundas de hortelã, doce ilusão. Talvez a de cereja lembre mais as tais balas… Mas a de menta não entra mais em casa e tenho dito.

Acho que era uma boa pra restaurantes servirem de sobremesa… Às vezes você almoça na rua, sem escova de dente, não quer gastar com chiclete e tal…
sing



Isa resenha: Bubbaloo Rocks
9 de novembro de 2009, 23:03
Filed under: gomas de mascar, Isa resenha, sobremesas

Chicletinho dos anos 70 que foi muito popular na minha infância e é até hoje.

No meu tempo, Bubbaloo era de morango, tutti-frutti ou uva. Agora você só acha um sabor desses se tiver sorte! Dentre brigadeiros e napolitanos, escolhi este tal de “Rocks” para provar e resenhar. Na embalagem ele se diz ácido, e como eu gosto muito de chicletes ácidos, achei que fosse uma boa…

babalu

Foto por mim e edição pelo Vinícius

Eu já tive a experiência de provar um “babalu” no sabor brigadeiro, então já conhecia essa estrutura confeitada. É um pouco estranho da primeira vez, mas depois fica fácil se acostumar com essa casquinha crocante e ela acaba sendo um ponto positivo do chiclete.

Agora os pontos negativos… Tudo bem que ele tem esses confeitos e tudo mais… Mas o chiclete realmente precisava ser menor por isso? Eu não sei ao certo o peso das gomas normais da mesma família, mas a diferença é notável enquanto se masca o dito cujo.

E o ácido é bem fraquinho. Francamente… Até o “Azedinho” era mais ácido. A parte que confere a acidez é o recheio, e eu achei que ele é tão pouquinho… O gosto acaba muito rápido. Não dá pra mascar um de cada vez.

Então é bem por aí. É bom. Mas a Bubbaloo ainda tem muito o que aprender sobre chicletes ácidos…

sign